Em época de aumento de casos, saiba como se prevenir da gripe!

Por Rafael Bombein – editado pelo jornalista Fábio Busian (MTB 81800)

Nesta época do ano, de mudança de estação, as temperaturas começam a diminuir e o ar fica mais seco, ajudando o vírus da gripe Influenza a permanecer mais infeccioso por mais tempo.

E por que isso ocorre?

A inalação de ar frio pode afetar a resposta imunológica do sistema respiratório, o que torna mais fácil a propagação do vírus. Além disso, a maioria das pessoas recebe menos luz do sol no inverno. Isso é um problema, porque o sol é a principal fonte de vitamina D, essencial para a saúde do sistema imunológico.

Pessoas como idosos, crianças, gestantes e com alguma comorbidade (doença crônica) possuem risco maior de desenvolver complicações devido à influenza (1).

Como prevenir-se?

A melhor maneira de se prevenir contra a influenza é vacinar-se anualmente (1), que é oferecida de forma GRATUITA pelo SUS. É importante ressaltar que a vacina da gripe é feita de vírus inativados, ou seja, ela não transmite a doença. Ocorre que como a vacina é aplicada numa época em que há muitos vírus respiratórios circulando, as pessoas ficam mais doentes e atribuem os sintomas à vacina, mas certamente a doença que se manifestou foi provocada por outros vírus que não os contidos na vacina (3).

Além disso, no seu dia a dia, alguns costumes podem reduzir a contaminação

  • Higienização frequente das mãos;
  • Utilização de lenços descartáveis para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
  • Afastamento temporário dos doentes com Síndrome Gripal (trabalho, escola);
  • Vacinação para grupos prioritários que são constituídos pelas pessoas que têm maior risco de apresentar complicações da gripe.

Sintomas da Influenza. A influenza (gripe) pode se apresentar como Síndrome Gripal, que é o mais frequente, ou como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com sinais e sintomas que podem indicar maior gravidade (1).

SÍNDROME GRIPAL (1)

  • Febre (mesmo que referida);
  • Calafrios;
  • Dor de garganta;
  • Dor de cabeça;
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Distúrbios olfativos ou gustativos.

SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (SRAG) (1)

Indivíduo de qualquer idade, com síndrome gripal que apresenta falta de ar e sinais de incômodo ao respirar. A SRAG também pode ser caracterizada pela queda do oxigênio no sangue e baixa da pressão arterial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 − dezoito =